sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Depressão e Transtorno Bipolar - Ser Saudável




O terceiro episódio da série Ser Saudável apresenta um tema que acomete cerca de 400 milhões de pessoas em todo o mundo e é cercado de preconceitos: os transtornos psíquicos. A depressão e o transtorno bipolar são apresentados através de histórias de pessoas comuns que superaram o problema. Separação, estresse no trabalho e no relacionamento familiar. Situações como estas levaram o artista plástico Edson Nobre, de 51 anos, a sofrer de depressão. Para a aposentada Mara Zanini, que tem a mesma idade e sofre com transtornos bipolares, os sintomas são parecidos, mas com efeitos permanentes na alteração de humor. A depressão e o transtorno bipolar são normalmente confundidos e é mesmo difícil distinguir quando a tristeza é um sentimento rotineiro e quando passa a ser prejudicial para a saúde e o convívio social. O tratamento e a diferença entre os dois distúrbios psíquicos são abordados por especialistas. E, para entender melhor o assunto, as histórias de Edson e Mara revelam como é possível superar o problema com ajuda profissional. Participam deste episódio os médicos especialistas: Marcelo de Almeida Fleck, que é coordenador do Programa de Transtornos de Humor do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) e do Grupo WHOQOL (World Health Organization Quality of Life Group) no Brasil, além de consultor temporário da Organização Mundial da Saúde. Flávio Pereira Kapczinski, doutor em Psiquiatria pela University of London e, atualmente, diretor do Laboratório de Psiquiatria Molecular HCPA, além de presidir a Associação Brasileira de Transtorno Bipolar e ser membro do quadro editorial do Journal of Psychiatric Research. E, Diogo Lara, psiquiatra e professor da Faculdade de Biociências e de Psiquiatria da PUC/RS e coordenador do Ambulatório de Bipolaridade do Hospital São Lucas da PUC/RS

Um comentário:

  1. “Para navegar contra a corrente são necessárias condições raras: espírito de aventura, coragem, perseverança e paixão”.Nise da Silveira

    “Não é no silêncio que os homens se fazem, mas na palavra, no trabalho, na ação-reflexão”. Paulo Freire

    Minha felicidade e realização - ver uma criança feliz.
    Anisia Nascimento

    Conselho tutelar, um chamado, uma missão de amor às nossas crianças e adolescentes. Anisia Nascimento

    https://www.facebook.com/anisia.nascimento.conselheira.tutelar

    https://www.facebook.com/anisia.nascimento.10

    http://anisianascimento-conselheiratutelar.blogspot.com.br/

    A esperança é arma que nos move para continuarmos lutando. Anisia Nascimento.

    Responder

    Anisia e Leandro Nader Pacheco4 de agosto de 2015 22:37
    Boa noite a todos e todas.

    Amo minha família! Por isso, sou, a Titia, irmã, cunhada, sobrinha, nora, prima, esposa, amiga..., mais feliz do mundo!

    .Minha felicidade e realização - ver uma criança feliz.
    Anisia Nascimento

    Conselho tutelar, um chamado, uma missão de amor às nossas crianças e adolescentes. Anisia Nascimento

    https://www.facebook.com/anisia.nascimento.conselheira.tutelar

    https://www.facebook.com/anisia.nascimento.10

    http://anisianascimento-conselheiratutelar.blogspot.com.br/

    A esperança é arma que nos move para continuarmos lutando. Anisia Nascimento.

    https://www.youtube.com/user/Anisiasn

    ResponderExcluir